Charges

Vendaval de besteirol – PODER SEM PUDOR 11/12/2018

Assim como o presidente Lula, que levava os assessores à loucura sempre que fazia seus “improvisos”, no Recife o prefeito petista João Paulo também era do tipo que só abria a boca quando tinha certeza. Em discurso inflamado, ele produziu esta pérola: – Não tenho medo e não abro nem para o Suriname!… Queria se referir a tsunami, o maremoto que Lula chamou de...

Leia Mais

Língua ferina e letal – PODER SEM PUDOR 09/12/2018

É muito temida a língua do ex-vice-presidente da Câmara José Thomaz Nonô (DEM-AL). Certa vez, nos anos 1990, em aparte devastador, ele liquidou o projeto do deputado tucano Fábio Feldmann (SP) para implantar “processamento químico e elétrico” em abate de animais, nos frigoríficos: “Vamos ter cadeira elétrica para boi?” perguntou Nonô, debochado. “Como faremos com o peru? Será crueldade matar a vítima embriagada?”, tripudiou. As gargalhadas do plenário sepultaram o projeto do ambientalista...

Leia Mais

Mentir é preciso – PODER SEM PUDOR 08/12/2018

Logo após propor um “choque de capitalismo” no Brasil, em discurso redigido por Jorge Serpa sob encomenda de Roberto Marinho, o candidato tucano a presidente em 1989, Mário Covas, foi a uma reunião com 21 capitães da indústria paulista para tentar obter apoio e doações. Falando de improviso, Covas esqueceu o script de Marinho e atacou duramente a Zona Franca de Manaus. Um dos presentes, empresário da área, segredou ao então deputado José Serra: – Sinceridade, assim, não é possível! Ele tem que mentir um...

Leia Mais

Oligarquia nos trinques – PODER SEM PUDOR 07/12/2018

Os maranhenses têm diferentes maneiras de mostrar admiração pelo senador José Sarney (PMDB-MA). Certo dia, o chefe político acabara de desembarcar em São Luís quando um carregador de malas o saudou com o polegar para cima, sem saber o significado da expressão que usava: – Meu senador! Nossa oligarquia tá assim, ó, ó,...

Leia Mais

As legítimas – PODER SEM PUDOR 06/12/2018

Boêmio, o deputado federal Raimundo Asfora não perdia uma balada em Campina Grande, seu reduto. Nas festas de fim de ano, fazia de tudo para agradar a todos. Na entrada de uma festa de réveillon, em um clube da cidade, ele interferiu quando observou que três mulheres, famosas pela vida fácil no sertão paraibano, tentavam entrar, em vão. “O senhor entra, mas elas, não”, sentenciou o leão de chácara, “são suspeitas”. O deputado reagiu indignado. “São, não, meu amigo. Elas são raparigas de verdade… As suspeitas estão aí...

Leia Mais

Sábado é com s – PODER SEM PUDOR 05/12/2018

Prefeito de Grossos (RN), Raimundo Pereira tropeçava no português como o presidente Lula o atropela, hoje. Um belo dia, ele pediu à secretária que convocasse para uma sexta-feira uma sessão extraordinária da Câmara Municipal, mas mudou de idéia depois de uma pergunta da moça: – Prefeito, sexta é com “x” ou com “s”? – Sei lá!… Marque para...

Leia Mais

Tempo

GOVERNADOR VALADARES

Patrocínio