Comemora-se hoje o Dia dos Namorados, data que este ano coincide com as vésperas do início da Copa do Mundo na Rússia, cuja abertura será na quinta-feira (14). Na tarde de ontem um fato inusitado impressionava os lojistas valadarenses: a baixa procura por de presentes por parte dos casais.

Em uma loja de uma rede de calçados e acessórios, a vendedora informou que a venda de presentes ainda era bem tímida. A expectativa é de que os retardatários garantam um incremento maior hoje.

Por causa da Copa, muitos lojistas investiram na decoração em verde e amarelo, e o vermelho dos namorados acabou sendo utilizado por poucos.

Enquanto as floriculturas garantem que preço não tem sido problema para quem tem o hábito de presentear com flores e pelúcias, em outros segmentos parece que este será um Dia dos Namorados diferente, com a troca de presentes mais práticos, dentro da atual realidade do mercado. A dica para quem não quiser se sentir lesado é sempre pesquisar os preços.

Opções de presentes não faltam. A costureira Izanira Gomes andou a manhã toda ontem à procura do presente ideal para o novo namorado. A mesma camisa masculina de algodão que estava a R$ 70 numa loja ela encontrou em outras por R$ 110, R$ 139 e até R$ 199. “Como gosto de produtos de qualidade, optei por uma de R$ 109”, informou.

Na dúvida, Izanira também chegou a pesquisar um sapatênis a preço promocional (R$ 59,90) e olhou uma blusa de manga comprida de R$ 109. Mas foi na loja de calçados que optou por levar uma sandália de tiras na promoção, por R$ 59,90. “Essa é para minha filha dar ao namorado; tenho certeza que vão gostar”, opinou a costureira.

Quem ainda não comprou o presente para seu par tem o dia todo para fazê-lo hoje. Mas vale lembrar que o comércio não estará funcionando em horário especial. Pelo menos é o que a repórter apurou nas principais lojas do Centro, que ficaram abertas ontem no máximo até às 19h.

 

GV Shopping

Está valendo a campanha do GV Shopping intitulada “Haja Coração!”, numa união da Copa com o Dia Namorados, tendo como prêmios valendo 10 smart TVs 4k de 50 polegadas. Basta consumir o valor cumulativo de R$ 280 nas lojas participantes. O cupom contém a pergunta: Qual shopping é apaixonado pelo Dia dos Namorados e também pelo futebol? O sorteado que responder certo à pergunta leva o prêmio, cujo sorteio será na quarta (13). Cada um dos 10 contemplados na apuração receberá uma televisão.

 

Enquete

Josilene Nunes, cozinheira

“Estou deixando para comprar na última hora por falta de tempo mesmo. Estou aqui na loja de calçados, mas vou comprar na loja de confecções. Pesquisei preço antes e não posso deixar essa data passar batida. Vale a pena presenteá-lo.”

Rosângela Silva, psicóloga

“Todos os anos venho com o marido, e sempre deixamos para a última hora. Como já ganhei o meu presente, vim com ele para acompanhá-lo na escolha. O poder aquisitivo está caindo vertiginosamente, mas ainda dá para comprar.”

 

Marcos Santiago, assistente social

“Todo ano escolhemos os presentes juntos, e sempre deixamos para a última, num horário que dá para os dois. Marcamos no último fim de semana que antecede o Dia dos Namorados. Estamos mais animados com a data do que com a Copa.”

 

Renato Lopes de Oliveira, técnico em eletrônica

“Preferi dar o dinheiro para minha esposa comprar seu presente. Estamos mais apertados com o valor de nosso dinheiro, e por isso optando por alternativas de custo e benefício. Pelo sentimento e valor da pessoa, vale a pena presentear.”

 

História do Dia dos Namorados

Nos Estados Unidos e na Europa, comemora-se todo 14 de fevereiro o Dia de São Valentim. Ele era um bispo da Igreja Católica que foi executado depois de ter se apaixonado pela filha do carcereiro, no século II. Ele escrevia para ela muitas cartas de amor e assinava sempre: do seu namorado, do seu Valentim. Por isso, o costume de enviar cartas para amigas, amigos e namoradas e namorados nesse dia.

No Brasil, a data foi criada com o intuito de fazer com que as pessoas comprassem mais presentes. No Brasil, é comemorado em 12 de junho desde 1949, quando o publicitário João Dória trouxe a ideia do exterior e a apresentou aos comerciantes.

Como junho é um mês de vendas baixas, eles decidiram comemorar a data nesse mês, e ainda escolheram a véspera de Santo Antônio, o santo casamenteiro, como o Dia dos Namorados.