Há 76 anos, no dia 3 de maio, nascia um dos maiores símbolos cívicos valadarenses: a Banda Lira 30 de Janeiro. Fundada em 1942, a Lira, desde então, é presença certa em eventos tanto cívicos quanto culturais na cidade, além de contribuir com a formação de novos músicos em cursos ministrados na sua sede.

Assim, para celebrar data tão significativa, acontecerá no próximo domingo (6), na praça dos Pioneiros, o Encontro de Bandas, reunindo nada menos que dez bandas cívicas da região. A proposta é realizar um cortejo partindo às 8h15 do Centro Municipal de Referência e Apoio à Educação Inclusiva Médica Zilda Arns (Craedi – rua Afonso Pena, 3.313, esquina com a Benjamin Constant), passando pelo Mercado Municipal, com destino à praça, onde chegarão por volta das 9 horas. Lá todas as bandas tocarão o Hino Nacional e, em seguida, farão apresentações individuais de quatro músicas (um dobrado – cujo ritmo é próprio para a marcha – e três músicas de estilo livre).

O maestro Manoel Pereira da Silva nasceu entre músicos e conta que um dos fundadores da Lira 30 de Janeiro foi seu pai, o músico Elói Pereira (in memoriam), patrono da banda. “Cresci em meio aos músicos e na minha adolescência veio a vontade de me tornar maestro e manter essa linda história musical”, contou Silva.

Participarão do Encontro de Bandas: Banda Municipal de Igarapé, Filarmônica de Santa Cruz do Escalvado, Banda Lira Caldense (Engenheiro Caldas), Banda de Música da 8ª Região da Polícia Militar (Valadares), Banda Marcial Imana (Nanuque), Associação dos Músicos e Amigos da Cultura Gospel de Nanuque, Associação Musical Ari Silva (Poté), Corporação Musical Lira São José (Jaguaraçu), Banda Melodia de Itabirinha e Filarmônica Leopoldino Gandra (Malacacheta). Conheça melhor a nossa Banda Lira 30 de Janeiro em: https://www.facebook.com/bandalira30/.