Ministra Rosa Weber fez balanço do primeiro turno das Eleições 2018 em entrevista concedida a jornalistas

Ao realizar um balanço do primeiro turno das Eleições Gerais de 2018 durante entrevista a jornalistas, a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, declarou que às 20h48min02s de ontem que foi matematicamente definido que os candidatos Jair Bolsonaro, da Coligação Brasil Acima de Tudo, Deus Acima de Todos (PSL/PRTB), e Fernando Haddad, da Coligação O Povo Feliz de Novo (PT/PC do B/PROS), disputarão o segundo turno das eleições presidenciais em 28 de outubro.

Nesse horário, o candidato Jair Bolsonaro somava 46,70% dos votos válidos, o que correspondiam a 47.756.864 votos, e o candidato Fernando Haddad tinha 28,37%, o que equivalia a 29.013.095 votos.

No balanço da votação, a ministra Rosa Weber destacou que o primeiro turno das eleições deste ano transcorreu com a normalidade esperada, tendo a Justiça Eleitoral cumprido o seu papel e realizado o trabalho para o qual se preparou, com o zelo de seus servidores. A magistrada afirmou que a Justiça Eleitoral entregou ao povo brasileiro um resultado célere e dentro da mais absoluta tranquilidade. “Estamos terminando hoje a primeira etapa da festa da democracia”, disse a ministra.

A ministra informou que os estados do Amapá, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Tocantins e do Distrito Federal haviam encerrado a totalização de seus votos para o cargo de presidente da República.

Comparecimento às urnas e abstenção

Com base na totalização de dados até as 20h22min, Rosa Weber informou que havia uma abstenção de 20,33% do eleitorado, o que representa um pequeno aumento em relação às Eleições Gerais de 2014, quando a abstenção alcançou 19,39%.

Rosa Weber revelou que, naquele horário, a totalização registrava que 108.324.227 eleitores haviam comparecido às urnas, o que correspondia a 79,67% do eleitorado. Pelos dados finais do pleito de 2014, o comparecimento atingiu 80,61%.

Também pela totalização até as 20h22min, os votos válidos das eleições deste ano registravam 98.842.725, contra 104.023.802 no pleito de 2014. No mesmo horário, pela apuração, os votos em branco atingiam 2.894.143 (2,67%), contra os 4.420.489 (3,84%) de votos desse tipo em 2014.

Até aquele horário da totalização, os votos nulos nas eleições deste ano alcançavam 6,08%, contra 5,80% em 2014.

Segurança das eleições

Presente à mesa da entrevista coletiva, o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, informou que, para assegurar a tranquilidade nas eleições deste domingo, foi mobilizado um contingente, que envolveu efetivos policiais militares e federais da ordem de 330 mil pessoas e uma frota de 35 mil veículos em todo o território nacional. O ministro comunicou que, de sexta-feira até este domingo, foram registradas 1.848 ocorrências, o que resultou em aproximadamente 500 detenções.

Nas investigações que a Polícia Federal realizou, foram lavrados 220 termos circunstanciados, instaurados 51 inquéritos, 389 pessoas foram conduzidas para prestar depoimento e 160 pessoas foram apreendidas. “Esses números atestam que este pleito transcorreu em paz, com tranquilidade, com efetividade e que a vontade do povo brasileiro foi respeitada”, disse Jungmann.

O ministro ressaltou que aqueles que tentaram induzir a possibilidade de fraude do sistema eletrônico de votação foram ou estão sendo investigados. Jungmann informou que essas pessoas serão denunciadas e punidas. “Nós não encontramos, até o presente momento, nenhum indicador de que essas fake news, que viralizaram, tenham qualquer base fática ou real”, destacou o ministro.

A ministra Rosa Weber comunicou que as Forças Federais foram solicitadas para assegurar a ordem e a segurança em 513 localidades de 11 estados nestas eleições, contra 172 localidades de cinco estados em 2014.

Agradecimentos

Ao final da entrevista, a presidente do TSE, ministra Rosa Weber, agradeceu o empenho dos ministros da Corte, dos desembargadores e juízes dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs), dos juízes eleitorais e servidores da Justiça Eleitoral, bem como do Ministério Público Eleitoral (MPE) e da Advocacia-Geral da União (AGU). Ela também ressaltou o empenho das forças federais e agradeceu os cerca de dois milhões de mesários, os veículos de comunicação nacionais e estrangeiros e todos os cidadãos e colaboradores que contribuíram com a Justiça Eleitoral para o sucesso das eleições.

A ministra informou que 2.071.766 mesários trabalharam no primeiro turno das eleições. Desses mesários, 65% são mulheres e 41,03% são voluntários. “Um trabalho e um exercício de cidadania que nos encanta”, destacou a magistrada.

“Realizamos eleições limpas, serenas, transparentes, agéis, que permitem que, ao final da jornada, a soberania popular tenha se expressado de uma forma consciente e atendendo aos anseios da maioria”, disse Rosa Weber.

A ministra agradeceu também a Missão de Observadores da Organização dos Estados Americanos (OEA), na pessoa da chefe da delegação Laura Chinchilla, que fez um acompanhamento meticuloso das eleições deste domingo. A presidente do TSE informou que 36 visitantes internacionais de 16 países também acompanharam o desenrolar da eleição.